Notícias

29/10/2012 | TRANSPARÊNCIA CAPIXABA REPUDIA VIOLÊNCIA CONTRA CINEGRAFISTA


Agressão ao profissional em serviço é absolutamente condenável e conflita com a estabilidade democrática

ABSURDO ! É com esse sentimento que a ONG Transparência Capixaba assiste ao fim do processo eleitoral no município de Vila Velha, com a agressão ao cinegrafista da Tv Gazeta, Wagner Martins, e outros profissionais da imprensa.

O ato colide diretamente com o sistema democrático, com a liberdade de imprensa e com a liberdade profissional, todas protegidas por nossa Constituição Federal.

A estabilidade democrática brasileira é mantida graças à consciência e racionalidade de milhões de cidadãos que, mesmo participando do sistema político - ambiente em que interesses e ideias são diariamente contrariados - conseguem manter a convivência pacífica e saudável, reservando justamente ao campo democrático o confronto de suas pretensões políticas e ideológicas.

A mesma democracia que elegeu Neucimar Fraga o tolheu de exercer o segundo mandato. Foi a participação popular, representada pelo voto. A decisão popular é soberana. Àqueles que só valorizam a democracia quando vencem, está reservado o fracasso político. Toda equipe política tem que ter pleno conhecimento desses preceitos.

A ausência de coordenadores de campanha e equipes de apoio com experiência para acalmar os ânimos previsivelmente acirrados da derrota eleitoral revela um descompasso entre a organização da campanha e o vulto do processo eleitoral para o maior colégio eleitoral do Estado.

Porém nada se compara à agressão grave e injusta desferida contra um profissional da imprensa. Um ato irracional que coloca em xeque décadas de evolução e amadurecimento do processo eleitoral no município canela-verde. Ato este que deve ser punido de forma célere e justa, com a participação eficaz da polícia judiciária, do Ministério Público e do Judiciário.

Ao profissional Wagner Martins, os sinceros sentimentos desta entidade que luta pela valorização da integridade política.

Vitória, 29 de outubro de 2012.
TRANSPARÊNCIA CAPIXABA
Contra a corrupção, a favor do Espírito Santo.



Leia também:

03/05/2019
Nota: falta de transparência no corte de verbas no ensino superior é preocupante.

20/02/2019
ESCOLHA DO NOVO CONSELHEIRO: CRITÉRIOS POLÍTICOS QUE SEGUEM DESAGRADANDO A SOCIEDADE CIVIL E A POPULAÇÃO CAPIXABA

29/01/2019
Das nomeações para cargos do governo do Estado do Espírito Santo

27/01/2019
NOTA: Resistir é preciso De Mariana à Brumadinho impera a ineficiência e irresponsabilidade pública e privada

04/01/2019
NOTA: Inciso aprovado no estatuto do COAF gera preocupação



(c) 2009-2020. Transparência Capixaba - Todos os direitos reservados.
Porto